Avançar para o conteúdo principal

Vai-se andando

Aqui está uma resposta ao tão comum cumprimento "Então, está tudo bem?". Até há não muito tempo, fazia-me uma certa espiga, entender porque havia pessoas, na maior parte das vezes, mais velhas que eu, que respondiam : "Vai-se andando". Vai-se andando??? Mas andando para onde? Ou está tudo bem ou não está. Queria preto no branco.  É que ficava sempre no ar a ideia de que não estava tudo bem mas que a pessoa, o amigo, o familiar me estaria a ocultar qualquer coisa. "Vai-se andando...". E eu ficava ali a pensar, a achar que aquela resposta era de alguém pouco feliz com a vida. Estaria a passar-se qualquer coisa? Não entendia ao certo. Porque na minha...ingenuidade, ou se está bem ou se está mal e havia que o dizer, com clareza!
Hoje compreendo. Mas, ainda respondo teimosamente que "está tudo bem". Uma questão de princípio, atitude, não levem a mal!!!
No entanto, fico com a sensação que deveria ter dito utilizado o "vai-se andando..." E porquê? Porque nunca está tudo bem. Há sempre algo que nos preocupa, um amigo doente,  alguém que parte e deixa saudades, um obstáculo que não conseguimos ultrapassar, um sei lá de situações que nos deixam angustiados, a responsabilidade, as metas por alcançar, o medo do futuro, etc.  Há sempre uma nuvem cinzenta que paira nas nossas cabeças apartir de certa altura da nossa vida. Será apartir dos 40 anos ou depende de pessoa para pessoa? E responder nesta fase da minha vida que está tudo bem, já não faz muito sentido. Porque a verdade é que vamos andando, andando na luta do dia à dia, andando a ultrapassar dificuldades que a vida nos coloca, andando a educar os nossos filhos, andando a gozar a vida e a tirar proveito dela, andando a ajudar os outros, andando sem aqueles que já não cá estão, andando a tentar ser e fazer os outros felizes. E tu? Vais andando ou está tudo bem?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Receita de rolo de carne com batatinhas no forno

Os comilões cá de casa aprovaram a janta. Assim, aqui vai a receita:

Ingredientes:

Para o rolo
700 gr. de carne picada
Pão (pode ser do dia anterior)
Leite
Temperos a gosto (sal, louro, pimenta, alhos)
Legumes a gosto cozidos (eu tinha couve portuguesa e couve galega)
Salsa e/ou coentros

Para as batatas assadas
Batatas congeladas do pingo doce (redondas para assar)
Cenouras cortadinhas em cubos pequenos
Coentros e/ou salsa
Sal
Azeite
Pimentão doce
Alhos

O rolo:
Comecei por juntar o pão ao leite e fazer uma papa. Adicionei os temperos e depois juntei e misturei tudo à carne picada que ainda estava dentro do saco. Deixei estar uns minutos para a carne ganhar o gosto. O pão deixa a carne picada menos seca e ė uma forma de cortarmos na carne e ainda aproveitar as sobras de pão.
Numa folha de papel vegetal forrada com um pouco de manteiga, coloquei a carne picada e abri um túnel onde deitei a salsa e coentros picadinhos e depois, por cima, legumes cozidos e escorridos. Formei um rolo e pu…

Justin Bieber amigo dos piolhos

A propósito do Justin Bieber e daquele penteado que ele tinha, que lhe escondia a cara, tenho a contar o seguinte:

O meu rico filho de 11 anos tem um desses fashion looks em que passa a vida a abanar toda a cabeça num sentido, para que o cabelo fique de lado. Como se tivesse sido apanhado no meio dum vendaval.

No ano passado, à custa desse cabelo gigante apareceu-lhe pela primeira vez desde a sua existência, aquela bicharada que põe qualquer Mãe com os nervos em franja.

Ora, aproximando-se rapidamente a primavera e com ela a tropa da piolhada, eu pedi-lhe encarecidamente para que considere cortar o cabelo, deste vez, curto.

Sim porque eu sou uma Mãe moderna e deixo o meu filho cortar o cabelo como ele entende, desde os....sei lá...5 anos.

Claro que eu poderia dar-lhe dois berros, levá-lo pelos cabelos até ao cabeleireiro e depois mandar cortar aquela cabeleira a meu gosto.
Mas não.
Eu sou uma Mãe moderna que entende que na construção da sua personalidade, que eu espero que seja fort…

Cais do Sodré e Baixa aí vamos nós....

É mesmo isso, este Sábado fomos para a rambóia. Eu, o meu husbund e alguns amigos.

Deixo aqui o itinerário escolhido para que possam tirar umas ideias, num próximo fim de semana.

Combinámos à porta do restaurante às 8.30 mas chegámos cedo.....então andámos às voltas, eu e o meu mais que tudo. O restaurante ficava na baixa, na rua dos Sapateiros, 177, a que tem uma arcada e é paralela à rua Augusta.

Como estávamos a queimar tempo, fomos à descoberta e entrámos, nada mais nada menos, que no antigo cinema onde há alguns anos passavam filmes para maiores de 18 anos!!!

Aquilo é um local muito interessante, eh, eh, onde por apenas 2 euros se pode ver uma senhora toda descascadinha. São cabines onde com alguma dificuldade me fiz caber, a mim e ao meu marido.

Colocam-se as moedas e abre-se uma janela de onde se vê uma senhora numa cama redonda que se move, move-se a cama e move-se a senhora!!!..o máximo!!!
Andava com curiosidade de ver este tipo de atracção e já está, já vi, finalmente.

Dep…