Avançar para o conteúdo principal

Chapitô, obrigada pela bela tarde

Hoje trago-vos uma vista bonita, tirada de uma bonita cidade, a minha cidade, minha e de todos..claro. Refiro-me à cidade de Lisboa. Não que o nosso pais não esteja carregado de cidades bonitas, vilas inspiradoras e aldeias românticas. Mas como devem compreender a cidade onde nascemos é como os nossos filhos: são sempre os mais bonitos do mundo.

Consegui finalmente ir visitar um espaço que há muito estava na lista dos locais especiais tipo " must go". Refiro-me ao Chapitô. Fica para cima do Miradouro de Santa Lúzia, a caminho do Castelo de São Jorge. Portanto uma zona de ouro para qualquer Lisboeta.

Subi inúmeras vezes aquelas ruas, cimo ao Castelo, cujas portas estavam sempre, inevitavelmente, fechadas. Porque foi sempre de noite e sempre na noite de Santo António. Mas essa é outra história, da minha história.

O espaço do Chapitô é simples, percebe-se que tudo se aproveita para ajudar na decoração. Tem uma bar e uma esplanada onde se vê aquilo que esta foto mostra e muito mais...

Da esplanada pode ver-se o grande parceiro de Lisboa, ou seja, o Tejo. Vêm-se ainda as casas irregulares, com as suas chaminés e entendais de roupa a secar, ao sol e ao vento e as antenas, para todos os gostos. É impressionante a proximidade das casas. Juntinhas umas às outras, como as árvores num qualquer pinhal.

Mais ao fundo no retrato perfeito, aquela figura de pedra que nos pede um abraço a todos, o Cristo-Rei.

Fui de dia ao Chapitô mas fiquei com curiosidade de tornar a ver aquele postal de noite.

O bar e restaurante oferecem pratos diversos tanto quanto pude verificar.

Mas também podemos ficar por um café e um chocolate quente para os miúdos. Tem ainda uma pequena loja de artigos artesanais (bijuteria, decoração....)

Gostei, gostei do que vi, gostei de andar por aquelas ruas, muitos turistas, muitas lojas de souvenirs de Portugal.

Até vi à venda aqueles galos que mudam de cor consoante a temperatura. Não sabia que ainda se fabricavam. Perdi horas a olhar para este bicho quando era pequenita. Porque ainda não havia o windguru :)

Tenho que lá voltar de verão e à noite. Fica aqui o compromisso.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Receita de rolo de carne com batatinhas no forno

Os comilões cá de casa aprovaram a janta. Assim, aqui vai a receita:

Ingredientes:

Para o rolo
700 gr. de carne picada
Pão (pode ser do dia anterior)
Leite
Temperos a gosto (sal, louro, pimenta, alhos)
Legumes a gosto cozidos (eu tinha couve portuguesa e couve galega)
Salsa e/ou coentros

Para as batatas assadas
Batatas congeladas do pingo doce (redondas para assar)
Cenouras cortadinhas em cubos pequenos
Coentros e/ou salsa
Sal
Azeite
Pimentão doce
Alhos

O rolo:
Comecei por juntar o pão ao leite e fazer uma papa. Adicionei os temperos e depois juntei e misturei tudo à carne picada que ainda estava dentro do saco. Deixei estar uns minutos para a carne ganhar o gosto. O pão deixa a carne picada menos seca e ė uma forma de cortarmos na carne e ainda aproveitar as sobras de pão.
Numa folha de papel vegetal forrada com um pouco de manteiga, coloquei a carne picada e abri um túnel onde deitei a salsa e coentros picadinhos e depois, por cima, legumes cozidos e escorridos. Formei um rolo e pu…

Justin Bieber amigo dos piolhos

A propósito do Justin Bieber e daquele penteado que ele tinha, que lhe escondia a cara, tenho a contar o seguinte:

O meu rico filho de 11 anos tem um desses fashion looks em que passa a vida a abanar toda a cabeça num sentido, para que o cabelo fique de lado. Como se tivesse sido apanhado no meio dum vendaval.

No ano passado, à custa desse cabelo gigante apareceu-lhe pela primeira vez desde a sua existência, aquela bicharada que põe qualquer Mãe com os nervos em franja.

Ora, aproximando-se rapidamente a primavera e com ela a tropa da piolhada, eu pedi-lhe encarecidamente para que considere cortar o cabelo, deste vez, curto.

Sim porque eu sou uma Mãe moderna e deixo o meu filho cortar o cabelo como ele entende, desde os....sei lá...5 anos.

Claro que eu poderia dar-lhe dois berros, levá-lo pelos cabelos até ao cabeleireiro e depois mandar cortar aquela cabeleira a meu gosto.
Mas não.
Eu sou uma Mãe moderna que entende que na construção da sua personalidade, que eu espero que seja fort…

Cais do Sodré e Baixa aí vamos nós....

É mesmo isso, este Sábado fomos para a rambóia. Eu, o meu husbund e alguns amigos.

Deixo aqui o itinerário escolhido para que possam tirar umas ideias, num próximo fim de semana.

Combinámos à porta do restaurante às 8.30 mas chegámos cedo.....então andámos às voltas, eu e o meu mais que tudo. O restaurante ficava na baixa, na rua dos Sapateiros, 177, a que tem uma arcada e é paralela à rua Augusta.

Como estávamos a queimar tempo, fomos à descoberta e entrámos, nada mais nada menos, que no antigo cinema onde há alguns anos passavam filmes para maiores de 18 anos!!!

Aquilo é um local muito interessante, eh, eh, onde por apenas 2 euros se pode ver uma senhora toda descascadinha. São cabines onde com alguma dificuldade me fiz caber, a mim e ao meu marido.

Colocam-se as moedas e abre-se uma janela de onde se vê uma senhora numa cama redonda que se move, move-se a cama e move-se a senhora!!!..o máximo!!!
Andava com curiosidade de ver este tipo de atracção e já está, já vi, finalmente.

Dep…