12 fevereiro, 2013

Chapitô, obrigada pela bela tarde

Hoje trago-vos uma vista bonita, tirada de uma bonita cidade, a minha cidade, minha e de todos..claro. Refiro-me à cidade de Lisboa. Não que o nosso pais não esteja carregado de cidades bonitas, vilas inspiradoras e aldeias românticas. Mas como devem compreender a cidade onde nascemos é como os nossos filhos: são sempre os mais bonitos do mundo.

Consegui finalmente ir visitar um espaço que há muito estava na lista dos locais especiais tipo " must go". Refiro-me ao Chapitô. Fica para cima do Miradouro de Santa Lúzia, a caminho do Castelo de São Jorge. Portanto uma zona de ouro para qualquer Lisboeta.

Subi inúmeras vezes aquelas ruas, cimo ao Castelo, cujas portas estavam sempre, inevitavelmente, fechadas. Porque foi sempre de noite e sempre na noite de Santo António. Mas essa é outra história, da minha história.

O espaço do Chapitô é simples, percebe-se que tudo se aproveita para ajudar na decoração. Tem uma bar e uma esplanada onde se vê aquilo que esta foto mostra e muito mais...

Da esplanada pode ver-se o grande parceiro de Lisboa, ou seja, o Tejo. Vêm-se ainda as casas irregulares, com as suas chaminés e entendais de roupa a secar, ao sol e ao vento e as antenas, para todos os gostos. É impressionante a proximidade das casas. Juntinhas umas às outras, como as árvores num qualquer pinhal.

Mais ao fundo no retrato perfeito, aquela figura de pedra que nos pede um abraço a todos, o Cristo-Rei.

Fui de dia ao Chapitô mas fiquei com curiosidade de tornar a ver aquele postal de noite.

O bar e restaurante oferecem pratos diversos tanto quanto pude verificar.

Mas também podemos ficar por um café e um chocolate quente para os miúdos. Tem ainda uma pequena loja de artigos artesanais (bijuteria, decoração....)

Gostei, gostei do que vi, gostei de andar por aquelas ruas, muitos turistas, muitas lojas de souvenirs de Portugal.

Até vi à venda aqueles galos que mudam de cor consoante a temperatura. Não sabia que ainda se fabricavam. Perdi horas a olhar para este bicho quando era pequenita. Porque ainda não havia o windguru :)

Tenho que lá voltar de verão e à noite. Fica aqui o compromisso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu acho que...