Avançar para o conteúdo principal

Volta Passos, estás perdoado...

Bem excedi-me no título. Até porque nenhum primeiro-ministro deixa saudades, tenha sido ele, bom ou mau no exercício das suas funções. E ainda por cima este que vinha com um caderno de encargos duríssimo que nos deixou a todos não só mais pobres mas, e pior de tudo, a olhar para o futuro com amargura e incerteza...
Mas esta gerigonça que percorre o pais vinha com ares de carro top de gama, todo armado ao pingarelho! Que isto agora é que vai ser! Os ricos vão ficar de tanga e os pobres vão ficar ricos! Conversa da treta!. As tangas do costume! E que isto vai dar uma volta e que agora é que é! A esquerda toda junta ia devolver ao portugueses tudo e mais um par de botas! Feio, muito feio! Feio porque as pessoas acreditaram, foram levadas em erro, vendendo-lhes a ilusão de que a crise tinha acabado. Sim, porque ainda há quem acredite no pai natal! Adultos, portanto. Não se pode devolver, distribuir o que não se tem. Nada surge por acaso, do nada. Tudo se constrói, a pouco e pouco, com muito esforço.
E porque eles sabem, os políticos e quem governa sabe e nós também, ainda que nos tentemos enganar a nós próprios, as ordens vem de fora. O caderno de encargos vulgo orçamento geral de estado (OGE) só passa com o aval da União Europeia. A discussão do orçamento no parlamento é um peça de teatro, onde tudo é combinado, ensaiado, distribuídos os papéis de quem vai brilhar, de quem vai defender o quê, de quem vai aparecer no jornal da noite, que partido devemos uns trocos no final do mês.
Bem sei que nenhum partido ganha eleições a dizer a verdade. Se não prometer, não vence. E o importante é vencer. Depois de lá estar logo se vê! Mas é feio! É feio porque saímos duma crise que deixou muitos à mingua. E esses ganharam expectativas que não têm a médio nem a longo prazo possibilidade de se concretizarem.

Tenho a certeza que a gerigonça vai avançar até fim da legislatura. Que não hajam dúvidas! Cada peça que cair, se o motor avariar, se até o combustível faltar, haverá sempre vontade de o manter a andar. Custe o que custar! E porquê? Porque há partidos que sabem que num futuro próximo não terão outra oportunidade de governar. E a solução de manter a gerigonça a circular passa pelo teatro, fazer de conta, entreter...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Receita de rolo de carne com batatinhas no forno

Os comilões cá de casa aprovaram a janta. Assim, aqui vai a receita:

Ingredientes:

Para o rolo
700 gr. de carne picada
Pão (pode ser do dia anterior)
Leite
Temperos a gosto (sal, louro, pimenta, alhos)
Legumes a gosto cozidos (eu tinha couve portuguesa e couve galega)
Salsa e/ou coentros

Para as batatas assadas
Batatas congeladas do pingo doce (redondas para assar)
Cenouras cortadinhas em cubos pequenos
Coentros e/ou salsa
Sal
Azeite
Pimentão doce
Alhos

O rolo:
Comecei por juntar o pão ao leite e fazer uma papa. Adicionei os temperos e depois juntei e misturei tudo à carne picada que ainda estava dentro do saco. Deixei estar uns minutos para a carne ganhar o gosto. O pão deixa a carne picada menos seca e ė uma forma de cortarmos na carne e ainda aproveitar as sobras de pão.
Numa folha de papel vegetal forrada com um pouco de manteiga, coloquei a carne picada e abri um túnel onde deitei a salsa e coentros picadinhos e depois, por cima, legumes cozidos e escorridos. Formei um rolo e pu…

Justin Bieber amigo dos piolhos

A propósito do Justin Bieber e daquele penteado que ele tinha, que lhe escondia a cara, tenho a contar o seguinte:

O meu rico filho de 11 anos tem um desses fashion looks em que passa a vida a abanar toda a cabeça num sentido, para que o cabelo fique de lado. Como se tivesse sido apanhado no meio dum vendaval.

No ano passado, à custa desse cabelo gigante apareceu-lhe pela primeira vez desde a sua existência, aquela bicharada que põe qualquer Mãe com os nervos em franja.

Ora, aproximando-se rapidamente a primavera e com ela a tropa da piolhada, eu pedi-lhe encarecidamente para que considere cortar o cabelo, deste vez, curto.

Sim porque eu sou uma Mãe moderna e deixo o meu filho cortar o cabelo como ele entende, desde os....sei lá...5 anos.

Claro que eu poderia dar-lhe dois berros, levá-lo pelos cabelos até ao cabeleireiro e depois mandar cortar aquela cabeleira a meu gosto.
Mas não.
Eu sou uma Mãe moderna que entende que na construção da sua personalidade, que eu espero que seja fort…

Cais do Sodré e Baixa aí vamos nós....

É mesmo isso, este Sábado fomos para a rambóia. Eu, o meu husbund e alguns amigos.

Deixo aqui o itinerário escolhido para que possam tirar umas ideias, num próximo fim de semana.

Combinámos à porta do restaurante às 8.30 mas chegámos cedo.....então andámos às voltas, eu e o meu mais que tudo. O restaurante ficava na baixa, na rua dos Sapateiros, 177, a que tem uma arcada e é paralela à rua Augusta.

Como estávamos a queimar tempo, fomos à descoberta e entrámos, nada mais nada menos, que no antigo cinema onde há alguns anos passavam filmes para maiores de 18 anos!!!

Aquilo é um local muito interessante, eh, eh, onde por apenas 2 euros se pode ver uma senhora toda descascadinha. São cabines onde com alguma dificuldade me fiz caber, a mim e ao meu marido.

Colocam-se as moedas e abre-se uma janela de onde se vê uma senhora numa cama redonda que se move, move-se a cama e move-se a senhora!!!..o máximo!!!
Andava com curiosidade de ver este tipo de atracção e já está, já vi, finalmente.

Dep…