Avançar para o conteúdo principal

Tralhas out, cleaning in

Tem sido mais ou menos isto que se tem passado desde que vim de férias. Percebi que a minha casa estava naquela fase de "acumulanço" excessivo de tralhas. É certo que ainda falta algum tempo para dar início a mais um ano escolar e o corrupio do costume, entre trabalhar, levar e trazer os garotos da escola e rumar às atividades desportivas. E nesta altura sobra muito pouco tempo e energia para por tudo em ordem em casa.
Este ano consegui envolver a família toda e todos fizeram a sua parte. A capacidade que temos de acumular coisas, e mais coisas, é impressionante.
Tudo começou com as paredes que já não viam tinta nova há algum tempo. Vai de comprar a tinta e todos os acessórios para dar aquele toque de lavado e arejado à minha casinha. E, vai daí, quando se começa a desarredar os móveis para libertar o espaço e dar inicio às pinturas, aproveita-se para fazer a seleção do que está a mais e não faz falta nenhuma. Tralhas que servem apenas para encher armários e dificultar a nossa vida do dia-á-dia.
Comprei tinta branca e não me poupei em custos: a Robbialac é fantástica! Bastou uma demão e as paredes e tetos parecem novos. A mão de obra foi a cá de casa e também por isso optei por uma tinta que nos ajudasse na árdua tarefa.
Enchemos uma carrinha de tralhas, umas para dar, outras diretas para o lixo.
Fizemos algumas mudanças sempre com o objetivo de dar espaço à casa, torna-la mais prática e arejada para todos. E não fui a correr para o IKEA, como de costume. Nada disso! Tudo aproveitado, reaproveitado, móveis a terem outra utilidade, etc. Os móveis mais antigos acomodaram-se na arrecadação que ficou super organizada.
Este tempo quente ajuda a despachar serviço. As paredes secam num instante e as roupas secam em menos de nada e as costas não se queixam tanto...
Ainda não dei a aventura por terminada, mas já se nota e muito a diferença :)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Receita de rolo de carne com batatinhas no forno

Os comilões cá de casa aprovaram a janta. Assim, aqui vai a receita:

Ingredientes:

Para o rolo
700 gr. de carne picada
Pão (pode ser do dia anterior)
Leite
Temperos a gosto (sal, louro, pimenta, alhos)
Legumes a gosto cozidos (eu tinha couve portuguesa e couve galega)
Salsa e/ou coentros

Para as batatas assadas
Batatas congeladas do pingo doce (redondas para assar)
Cenouras cortadinhas em cubos pequenos
Coentros e/ou salsa
Sal
Azeite
Pimentão doce
Alhos

O rolo:
Comecei por juntar o pão ao leite e fazer uma papa. Adicionei os temperos e depois juntei e misturei tudo à carne picada que ainda estava dentro do saco. Deixei estar uns minutos para a carne ganhar o gosto. O pão deixa a carne picada menos seca e ė uma forma de cortarmos na carne e ainda aproveitar as sobras de pão.
Numa folha de papel vegetal forrada com um pouco de manteiga, coloquei a carne picada e abri um túnel onde deitei a salsa e coentros picadinhos e depois, por cima, legumes cozidos e escorridos. Formei um rolo e pu…

Justin Bieber amigo dos piolhos

A propósito do Justin Bieber e daquele penteado que ele tinha, que lhe escondia a cara, tenho a contar o seguinte:

O meu rico filho de 11 anos tem um desses fashion looks em que passa a vida a abanar toda a cabeça num sentido, para que o cabelo fique de lado. Como se tivesse sido apanhado no meio dum vendaval.

No ano passado, à custa desse cabelo gigante apareceu-lhe pela primeira vez desde a sua existência, aquela bicharada que põe qualquer Mãe com os nervos em franja.

Ora, aproximando-se rapidamente a primavera e com ela a tropa da piolhada, eu pedi-lhe encarecidamente para que considere cortar o cabelo, deste vez, curto.

Sim porque eu sou uma Mãe moderna e deixo o meu filho cortar o cabelo como ele entende, desde os....sei lá...5 anos.

Claro que eu poderia dar-lhe dois berros, levá-lo pelos cabelos até ao cabeleireiro e depois mandar cortar aquela cabeleira a meu gosto.
Mas não.
Eu sou uma Mãe moderna que entende que na construção da sua personalidade, que eu espero que seja fort…

Cais do Sodré e Baixa aí vamos nós....

É mesmo isso, este Sábado fomos para a rambóia. Eu, o meu husbund e alguns amigos.

Deixo aqui o itinerário escolhido para que possam tirar umas ideias, num próximo fim de semana.

Combinámos à porta do restaurante às 8.30 mas chegámos cedo.....então andámos às voltas, eu e o meu mais que tudo. O restaurante ficava na baixa, na rua dos Sapateiros, 177, a que tem uma arcada e é paralela à rua Augusta.

Como estávamos a queimar tempo, fomos à descoberta e entrámos, nada mais nada menos, que no antigo cinema onde há alguns anos passavam filmes para maiores de 18 anos!!!

Aquilo é um local muito interessante, eh, eh, onde por apenas 2 euros se pode ver uma senhora toda descascadinha. São cabines onde com alguma dificuldade me fiz caber, a mim e ao meu marido.

Colocam-se as moedas e abre-se uma janela de onde se vê uma senhora numa cama redonda que se move, move-se a cama e move-se a senhora!!!..o máximo!!!
Andava com curiosidade de ver este tipo de atracção e já está, já vi, finalmente.

Dep…