21 setembro, 2015

O destino existe

No verão andei a morder a ideia de ter um ou dois gatos. Os garotos ficavam felizes e eu que tive durante 19 anos uma gata siamesa e de quem guardo saudades, tambem ia gozar da ideia. Pensei melhor, pensei nos meus sofás, lembrei-me que os gatos comem tudo o que fica esquecido nas bancadas da cozinha, lembrei-me das contas do veterinário, certamente mais pêlos pela casa a juntar aos da Snow, a minha cadela, areias de coco de gato para mudar. Recuei e adiei a decisão. Sábado vou a sair do escritório com a minha amiga Susana e ouvimos um gato a miar. Resultado, trouxe o gatinho bébé para casa. O destino é coisa danada!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu acho que...