11 janeiro, 2013

Arroz de pato especial

Hello

I'm back.

Então, andei dois dias desaparecida e eu passo a explicar a razão. Na terça fiz um normalíssimo frango cortadinho assado no forno e aproveitei umas sobras de bacalhau para fazer uma bacalhau com natas (com batata-palha). Mas não achei que era digno de fotos e explicações de receitas....

Ontem, tive reunião escolar do meu filho mais velho, pelo que, quem fez o jantar foi o marido :)
Deixei-lhe os ingredientes à mão e ele deu-lhes bom uso: salsichas frescas enroladas com couves e arroz. Atenção: couves lá da horta. Tenho de tirar uma fotos para verem e poderem rir-se à grande...aquilo é uma mistura de horta com restaurante de pássaros e caracóis. bem, mas esse é outro assunto e fica para outras núpcias.

Em relação ao jantar de hoje, lá deixei 1 peito pequeno de pato a descongelar. Vou ainda precisar, porque comprei hoje de manhã, antes de entrar ao trabalho:

O tal peito k deve estar neste momento  descongelar lá para casa....
(eu inicialmente fazia com um pato inteiro, mas desde k descobri estes peitos, não quero outra coisa, são mais fáceis de desfiar e mais baratos)
2 cenouras grandes
1 ou 2 tomates grandes
umas fatias de bacon
1 chouriço de carne
1 farinheira
cravinho
cebolas
azeite
sal
pimenta a gosto
alho folha de louro
1 nabo (ou 1 alho francês)
arroz (eu gosto do cigala)
Preparação:

Quem tiver panela de pressão é uma boa altura para a utilizar e poupar um pouco de gás/luz. O pior é k para lavar dá cá um trabalhão!!!

Assim, pôr na panela (a k quiserem e tiverem) água (à volta de 2 litros), o pato, as cenouras descascadas e partidas , os tomates partidos, o nabo descascado, o chouriço, 2 cravinhos espetados na cebola grande, pouco sal e levar ao lume até o pato estar cozido. Podem tirar o chouriço antes e reservar metade para enfeitar a travessa.

À parte coze-se a farinheira. Quando cozida, reserva-se metade também para enfeitar a travessa :)

Quando cozido, desfiar o pato e reservar.

Ao caldo da cozedura (k tem as cenouras, o tomate e o nabo e metade do chouriço e metade da farinheira) e depois de retirarem os cravinhos, passem com a varinha mágica. Cá em casa, os garotos, não gostam de encontrar "coizinhas" no arroz.

Entretanto, faz-se uma pequeno refogado com a cebola, o azeite e louro e por fim os alhos. Junta-se o caldo passadinhos e o bacon partidinho aos cubos.

Quando ferver, junta-se o arroz. Se for necessário junta-se mais água. Rectifica-se o sal e podem por um pouco de pimenta se gostarem.

Quando arroz estiver cozido ou quase cozido, retira-se e começa-se a empratar na travessa.

A quantidade de arroz vai dar para 1 ou 2 travessas. Eu faço sempre a contar que dê para mais uma travessa mais pequena. Deixo-a arrefecer tapo com película aderente e depois coloco no congelador para outro dia que não esteja com vontade de ir para a cozinha :)

Como empratar:

Na travessa coloca-se uma quantidade de arroz e depois, por cima, coloca-se o pato desfiado e depois cobre-se com mais arroz. Se quiserem que fique mias bonitinho, podem sempre bater um ovo inteiro e depois pincelar em cima do arroz.

Terminem colocando as rodelas do chouriço e farinheira.

Et voilá...servir com uma salada normalíssima do k tiverem em casa (tomate, alface, rúcula....)

Bom apetite.


Tudo a cozer:



O bacon partidinho


o Refogado:

O pato e companhia já cozido e pronto para ser passado com a varinha:



os enchido partidos às rodelas:


O caldo depois da intervenção da varinha mágica :)


pato desfiado:


 arroz + pato + arroz + enchidos e pincelado com ovo: pronto para ir ao forno :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu acho que...